Caro colega, assim como você, também somos enfermeiros e membros da enfermagem estética.

Enfermagem Estética convoca você para a Luta!

Não sei se você está ciente, mas desde o dia 27/09/2017, na ação PROCESSO Nº 20778-15.2017.4.01.3400 proposta pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), a juíza federal Adverci Rates suspendeu os efeitos da Resolução nº 529/2016, do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).

Assim sendo, o COFEN entrou com recursos e a habilitação em Enfermagem Estética fica impedida de ser obtida por novos enfermeiros, sufocando o crescimento da nossa especialidade e desvalorizando a nossa classe.

Veja a decisão da Juíza:

“SUSPENSÃO DOS EFEITOS DECORRENTES DA RESOLUÇÃO COFEN Nº 5292016 EVITANDO-SE ASSIM O ATENDIMENTO POR PROFISSIONAL INABILITADO E MAIORES DANOS À SAÚDE OCULAR DA POPULAÇÃO LOCAL”

Sim, nosso sentimento é de indignação perante a decisão da Juíza considerando que procedimentos estéticos realizados por enfermeiros habilitados ameaçam a saúde ocular da população!?

Consideramos também inadmissível o fato de uma Juíza, profissional altamente qualificada, uma autoridade máxima, não ter lido a lei do ato na íntegra, a ponto de ignorar justamente a parte que classifica o que é procedimento invasivo de exclusividade médica, ou seja, aqueles que dão acesso à órgãos internos.

O que não é mesmo o caso da realização de procedimentos como injeção de botox, preenchimentos com ácido hialurônico, peelings, lasers e etc.

Como que a classe médica consegue fazer com que um magistrado faça interpretações parciais e desconsiderando jurisprudências anteriores que são dos processos contra a biomedicina e a farmácia?

Luta pela habilitação em Enfermagem Estética

Mas repare bem na decisão da juíza, que apenas o profissional inabilitado não pode exercer. Enquanto isso, a grande maioria de nós está atuando sob a responsabilidade técnica de terceiros, mesmo por que abrir o próprio consultório estético é caro.

Segundo o nosso Presidente Enf. Manoel através de seu perfil no facebook nos diz que:

a questão da enfermagem estética está judicializada. São três ações judiciais: uma no RN e 02 no DF. Do ponto de vista jurídico estamos tomando todas as medidas possíveis. No entanto, já perdemos dois recursos e um aguarda julgamento. Também estamos apresentando todas as defesas possíveis nas três ações, que aguardam o julgamento do mérito na primeira instância.”

Sabemos que o CFM é um conselho forte, ganancioso, que luta pelo Ato Médico, pela reserva de mercado e que exerce grande influência em todas as esferas do Estado. Além do CFM, a AMB, a SBD e a SBCP entraram juntos, fortalecendo ainda mais o lado para a espúria causa dos médicos. Leia aqui os reais motivos pelos quais a SBD é contra o COFEN e a Enfermagem Estética.

Vamos virar o jogo pela Enfermagem Estética!

Por isso mesmo que estamos reunindo colegas que queiram ajudar na nossa causa. Nós enfermeiros somos mais de 1.5 milhão, enquanto eles não passam de 200 mil.

O mesmo problema ocorreu com a Biomedicina Estética, cujo conselho federal de biomedicina sozinho não conseguiu defender. A SBBME e o Sindicato dos Biomédicos tiveram que intervir para poderem equilibrar a luta.

A exemplo disso, a Sociedade Brasileira de Enfermagem Estética (SBEE) tem como objetivo arrecadar valor para rateio de custas advocatícias para intervir nessas 3 ações que correm na Justiça, com a intenção de contratar o advogado Dr. Ronny Hosse Gatto que defendeu a Biomedicina Estética.

Ajude a nossa causa!

#juntossomosmaisfortes
Contato no site da SBEE
Vamos participar no (Grupo no WhatsApp)

12 COMENTÁRIOS

  1. Estou nessa luta, sou habilita a trabalhar com a Estética de microvarizes e com a minha especialização de estética as portas, também atuo na área há 10 anos, cansei de plantões, por tanto não irei desistir já estou me associando na SBEE e estou amando td isso!!

  2. Sou advogado, mas minha namorada é enfermeira e vejo como está sendo essa luta. Verifiquei as leis que regulamentam a medicina e a enfermagem e, para o meu espanto, a lei que regulamenta o exercício da medicina (lei nº 12.842/2013) está atualizadíssima, pois é de 2013, enquanto que a lei da enfermagem está em vigor desde 1986 (lei nº 7.498/86). É um absurdo. O que deve ser feito é a realização de um projeto para que seja elaborada uma nova lei, revogando a antiga, partindo-se da premissa de que os tempos mudaram, e muito, desde a vigência da lei nº 7.498/86, e que a prática da enfermagem estética já é uma atividade absolutamente aceita em todo o território nacional há muito tempo.

  3. Boa tarde, sou enfermeira e acabei minha pós graduação em estética facial e corporal em dezembro.
    Estou bem preocupada com essa questão e gostaria de participar das discussões. Obrigada.

  4. Oi
    Gostaria de tirar uma dúvida.
    O enfermeiro pode trabalhar como esteticista??
    Pq estou vendo alguns com a sua rotina normal. Então gostaria de saber se o único impedimento do enfermeiro seria procedimentos invasivos (botox, laser…)??

    • Olá Monica, tudo bem? O enfermeiro está impedido temporariamente de realizar procedimentos estéticos injetáveis, mas ainda atuam com os procedimentos manuais, que aprenderam em cursos de estética. Mas neste caso não é correto se apresentar como enfermeiro esteta, e sim como esteticista.

  5. Oi!Boa tarde!

    Qual o numero ou o convite para entrar no grupo de whats que está no final da reportagem ? Pq clico no link do convite para o grupo mas não da certo.

    Obrigada!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a enfermagem estética é legítima, um direito e expressão de liberdade do enfermeiro, do enfermeiro esteta, do graduando de enfermagem e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e auto-estima.