O mercado de estética está cada vez mais cheio de opções para quem deseja chegar ao tão sonhado corpo perfeito

Com mercado de estética em crescimento, novas técnicas surgem como alternativas para acabar com a gordura localizada. Vamos falar um pouco da criolipólise. Você conhece ou já ouviu falar deste procedimento?

Para fazer as pazes com o corpo sem precisar se submeter a cirurgias arriscadas, já existem ótimas opções com baixíssimas contraindicações e que não expõem o paciente a uma mesa de cirurgia.

Segundo levantamento feito em 2016 pela ABIHPEC e pelo Instituto FSB Pesquisa, o Brasil é o terceiro maior mercado consumidor de setor de beleza e estética do mundo.

Outro levantamento, feito pela Euromonitor em 2016, aponta que o país apresentou aumento de 4,6% no comparativo com o ano anterior e a estimativa é que, no período até 2020, o crescimento acumulado chegue a 14,3, ou seja, em média de 2,7% ao ano.

Dentre as várias possibilidades de procedimentos não invasivos, a Criolipólise destaca-se como recurso atual e com ótimos resultados.

Tratamento de Criolipólise é o queridinho das clínicas de estética

A Criolipólise é uma técnica estética desenvolvida na Universidade de Harvard, nos EUA. Essa tecnologia trabalha somente com o frio para provocar a eliminação programada das células de gordura.

O tratamento associa o resfriamento selecionado e controlado das células de gordura em temperaturas que variam de 0 a -15ºC.

Durante a sessão, a ponteira do equipamento é colocada sobre a pele, realizando um poderoso vácuo, que promove a sucção da pele e congelamento da porção de gordura localizada.

Após esse congelamento, os lipídios tem sua estrutura alterada e assumem um formato conhecido como fractal.

Após sofrerem essa mudança, os mesmos não são mais reconhecidos pelo organismo e passam a ser considerados corpos estranhos dentro das células adiposas.

Quando isso acontece, o organismo elimina as células que contém as gorduras em formato fractal através de uma resposta inflamatória da área.

O tratamento de Criolipólise é indicado apenas para a redução da gordura localizada em algumas regiões do corpo, como o famoso pneuzinho.

Não existe qualquer comprovação científica de que esse tratamento melhore a celulite e a flacidez. Mas, em função da diminuição da gordura localizada, é possível perceber melhora do aspecto da celulite.

Já quanto a flacidez, pode haver seu aumento na área, devido à sucção a qual a pele é submetida durante o procedimento.

Para as diferentes regiões do corpo, existem ponteiras que melhor se encaixam para a realização do tratamento. Porém, em algumas partes do corpo não é possível realizá-lo, uma vez que os aplicadores não se encaixam, como no rosto, por exemplo.

No momento da sucção, provocada pelo aparelho, pode haver dor ou desconforto, porém, com o congelamento da gordura, a área fica anestesiada.

Os efeitos colaterais também são mínimos, podendo ocorrer vermelhidão, inchaço, desconforto abdominal e dormência da pele.

Os efeitos da Criolipólise não são imediatos, pois o processo da “morte” da célula de gordura dura cerca de 90 dias.

A partir do décimo dia já se pode observar alguma diferença no local da aplicação, mas o efeito máximo acontece até três meses após a sessão.

Em apenas uma aplicação, a gordura na área tratada pode reduzir, em mé­dia, de 25% a 30%. As perdas totais podem ser maiores ou menores, dependendo do tipo de gordura, localização e metabolismo do paciente.

A quantidade de sessões também varia de acordo com a resposta do organismo do paciente.

Criolipólise é o melhor do que Criofrequência para este tipo de tratamento?

Essa é uma dúvida muito frequente de quem deseja eliminar as gordurinhas e, até mesmo, de profissionais da área. Porém, como visto acima, tratam-se de processos diferentes, apesar do nome “crio”, que as duas técnicas utilizam.

Tanto a Criolipólise, quanto a Criofrequência possuem estudos científicos com excelentes resultados comprovados na prática, porém um tratamento não substitui o outro, uma vez que eles trabalham com estímulos diferentes, o que gera no organismo respostas fisiológicas distintas.

O grande sucesso é unir as duas terapias e sua combinação resulta em excelentes resultados, variando conforme a conduta do profissional à cada avaliação.

Criolipólise tem contraindicação?

Sim! Como citado acima, a Criolipólise não é indicado para pessoas com excesso de peso ou obesidade. Também é contraindicada nos casos de:

  1. Hérnia no local a ser tratado;
  2. Problemas que tenham relação com o frio, como urticária ou crioglobulinemia,
  3. Gestantes e lactantes;
  4. Pessoas que tenham alterações na sensibilidade da pele devido a diabetes.
  5. Na dúvida sempre procura um médico especialista para verificar a viabilidade do procedimento para o seu caso especificamente.

Qual o valor em média cobrado?

O valor possui variáveis como a cidade em que você irá realizar o procedimento e a clínica. Em geral, você pode encontrar o tratamento pelo valor de R$500 a R$700 reais por região do corpo.

E então, gostaram dessa matéria? Então você vai amar ler: “Conheça os 5 tratamentos mais procurados nas clínicas de estética.” Deixe sua pergunta neste post que certamente iremos respondê-lo.

PÓS-GRADUAÇÃO ENFERMAGEM ESTÉTICA
Loading Facebook Comments ...

2 COMENTÁRIOS

  1. Prezados (as) Boa noite
    Me chamo Crislane .

    Gostaria de saber se apos a crio lipolise fazer a massagem ajuda no processo?

    Aguardo o retorno,

    Obrigada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.