Conselhos e lideranças da Fisioterapia se mostraram totalmente a favor do Projeto de Lei da Saúde Estética.

O Projeto de Lei da Saúde Estética (PL 1559/2019), de autoria do Deputado Federal Fred Costa, continua conquistando grandes apoiadores na luta pela liberdade do profissional da saúde em relação a estética.

Dessa vez, conselhos, líderes e fisioterapeutas tomaram partido e estão conosco!!

No dia 27 de março de 2019 estiveram também presentes no gabinete do deputado, a fisioterapeuta Dra. Carla Bencke, assessora parlamentar do COFFITO e o fisioterapeuta Dr. Flávio Pessoa de Carvalho, diretor tesoureiro do CREFITO 6 do Ceará.

Os líderes contribuíram na edição do texto do PL, adequando as legislações e regulamentações vigentes dos Conselhos de Classes.

Trata-se de mais um avanço e evolução na redação do Projeto Lei que visa atender as demandas dos mais diversos setores da sociedade envolvidos com a causa da Saúde Estética.

Esse é, sem dúvidas, um apoio de enorme valia, não é verdade?

Fisioterapeuta destaca importância da PL

Outro grande apoiador que se destaca pela força e por se mostrar extremamente correto em suas colocações é o Dr. Raphael Ferris, fisioterapeuta e consultor no Negócio Fisioterapia.

Segundo ele, essa PL vem com o objetivo de definir, em uma única lei federal, o que já é considerado atual prerrogativa dos profissionais.

Há uma grande ameaça aos profissionais da saúde por parte do interesse médico em cercear os procedimentos invasivos, os condicionando exclusivamente à medicina ou a tutela médica.

Nós sabemos bem como é isto. Afinal, enfermeiros e enfermeiros estetas já foram impedidos de atuar por conta de diversas liminares da classe médica, não é mesmo?

Dr. Raphael ainda destacou que essa questão beira o absurdo, já que os profissionais da saúde possuem seus campos de atuação bem definidos por lei.

Cada campo de atuação na saúde tem seu respectivo profissional e, se regulamentadas, não estão e nem devem ser sujeitas a tutela ou intervenção de médicos.

PL do Ato Médico e os vetos que garantem autonomia dos profissionais de saúde

Em 2013, o Projeto de Lei do Ato Médico sofreu vetos importantes para a manutenção da autonomia dos profissionais da saúde e a independência dos usuários na escolha do profissional que vai realizar os procedimentos.

Levando em consideração que os procedimentos estéticos são, na maioria das vezes, disponibilizados em clínicas particulares, o veto faz todo sentido.

A sociedade tem o direito de escolha do profissional adequado para o atendimento. Sendo assim, porque querem forçar a mesma situação agora?

A partir dos fatos apresentados pelo Dr. Raphael, não restam dúvidas sobre a necessidade que o profissional precisa para atuar na saúde estética.

Basta de reservas de mercado!!

O que o fisioterapeuta dermatofuncional ganha com o PL 1559/2019?

A aprovação do Projeto de Lei da Saúde Estética é a grande oportunidade do fisioterapeuta dermatofuncional poder atuar com procedimentos que utilizam agulhas.

Essa é uma das maiores reivindicações da categoria!!

A PL abrirá um leque de possibilidades para estes profissionais que lutam pela modernização em sua resolução, tornando ainda mais possível essa atualização.

A partir desta aprovação e levando em consideração a competência dos profissionais, fica ainda mais próximo a realização destes procedimentos pela categoria.

Por isso, contamos com o apoio de vocês, fisioterapeutas. Vamos juntos mudar o rumo dessa história e trazer liberdade aos profissionais da saúde que querem atuar na estética.

VAMOS NOS UNIR CONTRA A RESERVA DE MERCADO!!

Participe desta luta você também!! Convoque toda a sua família! Clique no link abaixo para votar, compartilhar e apoiar!

⇒ Clique aqui para votar a favor ⇐

“Concordo totalmente”

#JuntosSomosMaisFortes, mas UNIDOS somos imbatíveis.

Deixe aqui seu Comentário

Comente abaixo! Extravase!! Liberte-se!!! Faz bem pra pele e pra alma!!!!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a enfermagem estética é legítima, um direito do enfermeiro, do enfermeiro esteta, do graduando em enfermagem e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.

Deixe aqui seu Comentário