Muitos enfermeiros estão vendo a Enfermagem Estética como uma possibilidade de garantirem uma nova opção de atuação e o mais interessante é que a especialidade foi reconhecida pelo COFEN (Conselho Federal de Enfermagem) como uma área legítima de especialização para esses profissionais.

Mas muitos desses enfermeiros ainda têm dúvidas sobre essa legitimação, por isso, o blog Enfermagem Estética entrou em contato com o COFEN para saber o que é preciso para que o enfermeiro se habilite na área da estética.

Saiba como o enfermeiro pode conseguir sua habilitação em Enfermagem Estética de acordo com o COFEN

Se você também está interessada na área da estética, mas ainda está insegura, veja o que é preciso para você, enfermeira, se habilitar em estética, de acordo com o próprio COFEN.

Para a especialidade em Enfermagem Estética é preciso:

  • Em caso de títulos concedidos por Sociedade, Associação ou Colégio de Especialistas, tendo como critério a experiência profissional, deverá o Enfermeiro ter comprovado atividade de ensino, pesquisa e/ou assistência na área da especialidade requerida de, no mínimo, três (3) anos.
  • Para o registro de títulos de que trata parágrafo 1º, a entidade emitente do título deve estar cadastrada junto ao COFEN, apresentando os seguintes documentos:

a) requerimento dirigido à Presidência do COFEN;

b) cópia da ata de constituição e do estatuto da entidade, devidamente registrados em cartório, comprovando, este último, a realização de prova para concessão do título como uma de suas finalidades;

c) relação dos critérios utilizados para a emissão do título, seja por meio de prova ou por comprovação de tempo de experiência profissional, que não poderá ser inferior a três (3) anos.

Vale lembrar que as solicitações de registro de títulos ao Sistema COFEN e Conselhos Regionais de Enfermagem que  não atenderem aos critérios listados acima, não serão concedidos aos requisitante.

Sobre a necessidade de um RT Enfermeiro Esteta durante estágios…

…ou seja, o exercício da estética do enfermeiro sob observação de um colega habilitado, segundo a ENF Rita de Cássia Duarte Neves do COREN – TO 48501, esclarece que: “Existe atualmente um grupo de revisão sobre a Resolução em questão (…)”, o que leva a crer que ainda não há um consenso sobre a matéria e que possivelmente o enfermeiro terá de consultar o posicionamento de seu COREN regional.

Outro ponto importante que o COFEN nos ressaltou é que para obter habilitação por meio de especialização lato-sensu a instituição de pós-graduação necessita ter apenas reconhecimento no E-MEC com um mínimo de 100 horas de prática na grade curricular do curso e não precisa ter um Responsável Técnico de enfermagem para a realização de atividades práticas e ou complementares contabilizadas como carga horária curricular, pois estágio de pós-graduação não é obrigatório, mas sim, apenas uma das vias adicionais de se cumprir tal quesito.

“Contudo, é importante saber que o Cofen e os Conselhos Regionais de Enfermagem não têm competência legal para legislar sobre questões educacionais. Suas competências estão dispostas na Lei 5.905/73, cujas funções precípuas da autarquia são: normatização, disciplinamento e fiscalização do exercício profissional de enfermagem.”

728x90

3 COMENTÁRIOS

  1. ola ainda é possivel habilitar-me no cofen como enfermeira esteta? mesmo apos a retirada temporario da resolucao 529/2016???? porque fui no coren do rs tentar me inscrever como especialista em estética e nao puderam me inscrever

    • Olá Caroline, tudo bem? Atualmente, os efeitos da Resolução do Cofen nº 0529/2016, encontram-se suspensos em decorrência de decisões liminares proferidas em ação judicial. O blog enfermagem estética está acompanhando o caso, e já soltamos artigos com atualizações recentes, nos acompanhe para saber mais detalhes ou acesse o site do COFEN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here