Enfermagem Estética: por que não fazer a pós EAD?

O Ensino à Distância (EAD) para pós em Enfermagem Estética é cada vez mais procurado, uma vez que as pessoas se consideram ocupadas para as aulas presenciais. Entretanto, você acha viável fazer uma pós em Enfermagem Estética à distância? Pode parecer uma boa ideia inicialmente, mas logo depois você percebe que as aulas práticas fazem […]
enfermagem estética

O Ensino à Distância (EAD) para pós em Enfermagem Estética é cada vez mais procurado, uma vez que as pessoas se consideram ocupadas para as aulas presenciais. Entretanto, você acha viável fazer uma pós em Enfermagem Estética à distância? Pode parecer uma boa ideia inicialmente, mas logo depois você percebe que as aulas práticas fazem falta e que fez um mau negócio. 

Isso pois, para um enfermeiro atuar com Saúde Estética, ele precisa concluir sua pós em Enfermagem Estética com, no mínimo, 100 horas de aulas práticas comprovadas, de acordo com o artigo 4º da Resolução COFEN nº 529/2016, já atualizada pela Resolução COFEN nº 626/2020.

Tendo isso em vista, é primordial escolher uma pós-graduação que ofereça além das aulas teóricas, as vivências clínicas também. Até porque, mesmo que o enfermeiro já tenha habilidades e familiaridade com agulhas devido à sua atuação, realizar procedimentos injetáveis é algo bem diferente.

Pensando nisso, separamos os principais motivos sobre por que não fazer a pós EAD em Enfermagem Estética. Continue lendo e entenda! 

Motivos para não fazer pós EAD em Enfermagem Estética

São muitas as desvantagens que uma especialização em EAD pode trazer, mas separamos neste artigo as quatro principais. 

Gasto em dobro no EAD

Visto a obrigatoriedade de, pelo menos, 100 horas comprovadas de aulas práticas junto com a pós em Enfermagem Estética, se o seu curso não oferecer as vivências clínicas, precisará comprar cursos livres à parte. 

Por isso, caso você escolha realizar uma pós em Enfermagem Estética no formato EAD, fique ciente que terá que desembolsar mais dinheiro do que o previsto.

Adiar sua atuação como Enfermeiro Esteta

Dentro de uma pós em Enfermagem Estética completa (com aulas teóricas e práticas), você terá acesso e aprenderá todos os procedimentos estéticos minimamente invasivos que a sua categoria é autorizada pelo COFEN a realizar. 

Como citado acima, caso sua pós-graduação não ofereça as vivências clínicas necessárias, além de desembolsar mais dinheiro comprando cursos livres práticos, o processo até ser habilitado como enfermeiro esteta tende a demorar mais que o previsto em uma especialização híbrida, que são 12 meses. 

Dificuldade em alimentar Network 

Uma vez que sua pós-graduação é em EAD, você perde o contato físico e a oportunidade de troca de conhecimento em tempo real. A sala de aula ultrapassa as barreiras de conteúdos práticos e teóricos, mas aquele ambiente também pode ser um lugar de interação e oportunidades profissionais.

Afinal, de uma conversa podem surgir parcerias, sociedades, indicações e muitas portas podem se abrir para alavancar sua carreira antes mesmo de se formar. E isso só é possível por meio de aulas presenciais e essa é mais uma das maiores desvantagens que a pós em EAD pode oferecer: a falta de comunicação e Network.

A prática é indispensável

Carol Barros é graduada em enfermagem e optou por se especializar em Ozonioterapia no formato semipresencial. Ela aponta que dessa forma, com o modelo de ensino híbrido, é possível se organizar para acessar às aulas virtuais conforme o prazo estabelecido e ainda fazer isso em qualquer dia ou horário, lhe garantindo flexibilidade.

Entretanto, a enfermeira ressalta a importância das aulas práticas em conjunto com as teóricas. “É possível ter o melhor dos dois mundos: a aula teórica virtual para acesso ininterrupto durante o curso e as aulas práticas para consolidar os conhecimentos assimilados”, comenta. 

Inclusive, na instituição que ela escolheu para se especializar, as aulas práticas são agendadas previamente. “Dessa forma, posso ter mais tempo para me organizar e aproveitar plenamente essa atividade, que contribuirá para melhorar minha formação na disciplina.” 

Já pensou em fazer sua pós em Enfermagem Estética? Conte-nos se esse artigo te ajudou a escolher a melhor opção!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2013-2021. Portal da Enfermagem Estética.