Enfermagem estética: o que não pode faltar no seu programa de tratamento

Muitos profissionais recém pós-graduados em enfermagem estética que vão começar a atender pacientes, sejam eles em clínicas e consultórios próprios, ou de terceiros, ficam perdidos no momento de começar a oferecer esse atendimento aos clientes. Hoje o Bog Enfermagem Estética entrevistou a Dra. Ana Carolina Puga, diretora Pedagógica do Nepuga e trouxe algumas dicas importantes […]
Muitos profissionais recém pós-graduados em enfermagem estética que vão começar a atender pacientes, sejam eles em clínicas e consultórios próprios, ou de terceiros, ficam perdidos no momento de começar a oferecer esse atendimento aos clientes. Hoje o Bog Enfermagem Estética entrevistou a Dra. Ana Carolina Puga, diretora Pedagógica do Nepuga e trouxe algumas dicas importantes para ajudá-lo nesse momento. “Tento sempre passar aos meus alunos durante nossas aulas nos cursos de enfermagem estética que é preciso ter pelo menos cinco itens no programa de tratamento que será oferecido aos clientes para que você otimize tarefas, preste um bom atendimento e deixe o cliente satisfeito”, ressalta a Dra. Ana.

Monte seu programa de atendimento seguindo essas dicas

O primeiro fator importante que precisa ser levado em conta para montar o seu programa de tratamento é a experiência clínica. “Pratique bastante antes de começar a atender. Faça cursos de aperfeiçoamento, entenda a técnica e tenha segurança para não cometer erros que podem ser muito ruins para sua carreira no futuro”, explica a Dra. Ana Carolina. O segundo fator importante é realizar uma boa anamnese. “Colete o máximo de informações do seu cliente nesse momento. Entenda a história dele, saiba o que incomoda esse paciente, fotografe o rosto de seu cliente antes e depois dos procedimentos que serão realizados, para que tanto você, como profissional, quanto ele, possam avaliar resultados e tirar dúvidas ao longo do tratamento”, ressalta. O terceiro fator é ouvir as queixas do cliente. Mais do que fazer uma boa anamnese é entender o que o cliente espera daquele tratamento, para que você possa aliar outros protocolos que chegarão o mais próximo possível do objetivo geral de seu cliente. O quarto fator é que cada programa de tratamento seja montado de forma individual. “Cada paciente que você for atender terá um perfil e para cada paciente serão indicados técnicas específicas e personalizadas”, argumenta a Dra. Ana. E por último, a Dra. Ana Carolina ressalta a importância de se ter logística na sua clínica de atendimento ou consultório. “Pesquise muito antes sobre a equipe que irá atuar com você, sobre os equipamentos que você precisará ter, como adquiri-los, quais produtos você precisará ter sempre. Nesse ponto nós falamos muito de gestão, é preciso treinar bem os funcionários e avaliar o que a concorrência tem feito”. Além de diretora Pedagógica do Nepuga, a Dra. Ana é biomédica esteta, presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética e pioneira como profissional da área da saúde a investir na formação e no atendimento voltado para a estética.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2013-2021. Portal da Enfermagem Estética.