Grande maioria das pessoas já teve, no entanto, algumas delas confunde a foliculite com outras inflamações e outras têm e não sabem. Você conhece a foliculite e suas principais características? Conheça agora mais sobre esse mal comum. E descubra também como identificar, prevenir e tratar.

Afinal, o que é essa inflamação chamada foliculite?

A foliculite, mais conhecida como pelo encravado, é uma infecção dos folículos pilosos causadas por bactérias do tipo estafilococos.

Quando os pelos estão nascendo no folículo, alguns fios não conseguem sair para a superfície da derme como deveriam. As bactérias encontram no lugar de saída desse fio um local propício para se alojar, dando início a uma inflamação.

A depilação ou raspagem dos pelos favorecem a formação do pelo encravado por causar dano ao folículo piloso e altera a saída dos fios. E excesso de suor ou umidade proveem alimento e ambiente ideal para o crescimento das bactérias.

É uma inflamação bastante comum e sem maiores consequências na maioria dos casos. Entretanto, infecções graves podem ocasionar cicatrizes e perda permanente de áreas dos cabelos.

Existem locais específicos do corpo onde surge a foliculite?

Sim. A foliculite surge em qualquer local do corpo onde existam pelos, sendo a barba a área mais frequente nos homens e a virilha o local mais comum entre as mulheres. Evidentemente pela constante abrasão desses locais.

O que tenho é foliculite ou espinha? Como saber?

A aparência da foliculite pode causar confusão. Porque é bastante semelhante a pequenas espinhas avermelhadas com núcleo amarelado ou não.

Contudo, é fácil diferenciar entre os dois através da localização. A foliculite é mais comum nas coxas, nádegas, braços, costas, barba e nuca. A espinha ocorre com maior frequência no colo, tronco e rosto.

Complicações da Foliculite:

Existem duas complicações principais. A chamada Foliculite decalvante, que causa a atrofia do folículo piloso formando áreas de alopecia na cabeça. E a conhecida como Foliculite queloideana da nuca, que causa lesões na região da nuca que acabam formando cicatrizes com queloides. Essa última é mais comum entre os homens de pele negra.

Quais são os tratamentos mais recomendados pela dermatologia?

Para prevenir é recomendado fazer esfoliações suaves na pele com cremes esfoliantes ou buchas vegetais uma vez por semana. Isso ajuda a retirar as células mortas e afinar a pele, reduzindo assim a ocorrência de foliculite. Mas nunca esfolie a pele após depilações ou raspagem.

Alguns peelings ajudam a amenizar, mas para resolver o problema uma das melhores opções do mercado é depilação definitiva. Nesse tipo de depilação pode-se optar por vários lasers. Os mais usados são o LD (laser de diodo) e a LIP (luz intensa pulsada). Ambos indicados para todos os tons de pele, inclusive para peles negras e morenas. O tratamento é diretamente na raiz do fio sem qualquer dano a pele e, na maioria dos casos, o resultado é de 40% de redução dos pelos a primeira sessão. E de seis a oito sessões se consegue o resultado de 75 a 100%.

Curiosidades sobre a Foliculite

  • A semelhança com as espinhas faz com que muitos homens se confundam. E, em diversas ocasiões, o que eles pensam ser espinhas são pelos encravados.
  • Ao contrario do que crê o senso comum, crianças também podem ter foliculite por constantes atritos da pele e umidade.
  • Os pelos encravados podem virar celulite ou furúnculo se a bactéria atingir camadas mais profundas da derme. E essa invasão ainda pode deixar manchas e cicatrizes. Então, é bom tratar as formas mais simples para prevenir inflamações mais sérias.
  • Fique atento a áreas com foliculites dolorosas. Pode ser um indicativo de agravamento.
  • Pessoas de tez morena ou escura devem ter maior cuidado. Pois a pele mais escura tem muita queratina e isso faz com que a pele seja mais grossa, dificultando a saída dos fios. E ainda possuem mais chances de formar queloides.
  • Quem tem cabelos encaracolados também possui mais chance de desenvolver pelos encravados. Porque os fios, naturalmente espiralados, encontram dificuldade maior de sair na superfície da epiderme.

Você já teve ou tem foliculite? Conte o que achou deste artigo através dos comentários!

Deixe aqui seu Comentário

Comente abaixo! Extravase!! Liberte-se!!! Faz bem pra pele e pra alma!!!!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a enfermagem estética é legítima, um direito e expressão de liberdade do enfermeiro, do enfermeiro esteta, do graduando de enfermagem e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e auto-estima.

Deixe aqui seu Comentário