Hormônios bioidênticos versus Hormônios Sintéticos

Por ter uma ação natural e diminuírem consideravelmente os riscos de efeitos colaterais e do desenvolvimento de outras patologias, os hormônios bioidênticos tem chamado cada vez mais a atenção. A modulação hormonal com bioidênticos é utilizada há mais de 10 anos nos Estados Unidos, onde os hormônios são produzidos com técnicas modernas, sofisticadas e extraídos […]

Por ter uma ação natural e diminuírem consideravelmente os riscos de efeitos colaterais e do desenvolvimento de outras patologias, os hormônios bioidênticos tem chamado cada vez mais a atenção.

A modulação hormonal com bioidênticos é utilizada há mais de 10 anos nos Estados Unidos, onde os hormônios são produzidos com técnicas modernas, sofisticadas e extraídos da flora brasileira.  Aos poucos essa técnica vem se instalando no Brasil, mas é rodeada de paradigmas.

O problema não está na reposição hormonal em si, mas nos tipos de hormônios utilizados

Defensores da medicina curativa evitam os hormônios bioidênticos e focam nos sintéticos, remédios que futuramente causarão mais patologias em seus pacientes. Em contrapartida, profissionais da área da saúde especializados em Antiaging e Envelhecimento Saudável preferem os bioidênticos, além de trazerem técnicas naturais e métodos preventivos para as pessoas, oferecendo a elas uma vida mais feliz.

A partir dos 30 anos, os hormônios começam a diminuir e em muitos casos, a reposição é imprescindível para uma boa qualidade de vida. Muitos acreditam que a reposição hormonal é prejudicial à saúde, mas esse é um dos principais pontos que deve ser desmistificado.

Mitos e verdades sobre reposição de hormônios com bioidênticos

  • A reposição hormonal bioidêntica é individual e com acompanhamento periódico
  • Corrigir o nível hormonal possibilita maior qualidade de vida ao paciente
  • Modulação hormonal bioidêntica melhora a saúde e a estética
  • Hormônios não agem em problemas específicos, mas no organismo como um todo
  • Modulação hormonal com bioidêntico não altera o sono
  • Pessoas com problemas cardíacos e de colesterol podem, sim, usar hormônios bioidênticos

 Pós Graduação Envelhecimento Saudável e Antiaging

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2013-2021. Portal da Enfermagem Estética.