Em 2015, mesmo com a economia praticamente estagnada e com a queda de algumas de suas áreas, o mercado brasileiro de estética cresceu muito. No ranking de beleza e da cosmética, o país ocupou o 3º lugar atrás apenas dos Estados Unidos e da China. Comprovando, mais uma vez, que beleza é o nosso negócio.

Além dos fatores culturais, um fenômeno que destaca é para o aumento de poder aquisitivo da classe C , que vêm realizando maiores investimentos em tratamentos e produtos estéticos.

clinica

Esse novo consumidor não se importa em investir para gerar maior qualidade de vida. A área ainda vai se desenvolver muito nos próximos anos, pois a demanda impulsionada por pacientes saudáveis não para de crescer.
Atualmente, o número de profissionais que trabalham com estética no país é de aproximadamente mais de 1 milhão.

Portanto, a especialização diferenciada se tornou importante e necessária, num ramo que se renova em ritmo frenético, assim como o conhecimento de técnicas, procedimentos e equipamentos utilizados para Saúde Estética.

O profissional que pretende investir no mercado deve entender que ele é promissor, mas exige diversos cuidados e investimentos em relação ao local, à manutenção dos equipamentos e, principalmente, à contratação de profissionais qualificados.
Entre em nosso site e conheça a pós-graduação em Enfermagem Estética do NEPUGA. www.anacarolina.bmd.br

Comente abaixo! Extravase!! Liberte-se!!! Faz bem pra pele e pra alma!!!!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Rodrigo Nunes tem mais de 10 anos de experiência nos mercados da Estética e Antiaging. Empresário e distribuidor independente executivo da Jeunesse. Organizador dos Portais "Biomedicinaestetica.com.br", "Enfermagemestetica.com.br", "Farmaciaestetica.com.br" e "Nutricaoestetica.com.br". Administrador de Empresas pela FEA-PUC/SP, Mestre em Gestão de Negócios pela PUC-Santos.