Em 2015, mesmo com a economia praticamente estagnada e com a queda de algumas de suas áreas, o mercado brasileiro de estética cresceu muito. No ranking de beleza e da cosmética, o país ocupou o 3º lugar atrás apenas dos Estados Unidos e da China. Comprovando, mais uma vez, que beleza é o nosso negócio.

Além dos fatores culturais, um fenômeno que destaca é para o aumento de poder aquisitivo da classe C , que vêm realizando maiores investimentos em tratamentos e produtos estéticos.

clinica

Esse novo consumidor não se importa em investir para gerar maior qualidade de vida. A área ainda vai se desenvolver muito nos próximos anos, pois a demanda impulsionada por pacientes saudáveis não para de crescer.
Atualmente, o número de profissionais que trabalham com estética no país é de aproximadamente mais de 1 milhão.

Portanto, a especialização diferenciada se tornou importante e necessária, num ramo que se renova em ritmo frenético, assim como o conhecimento de técnicas, procedimentos e equipamentos utilizados para Saúde Estética.

O profissional que pretende investir no mercado deve entender que ele é promissor, mas exige diversos cuidados e investimentos em relação ao local, à manutenção dos equipamentos e, principalmente, à contratação de profissionais qualificados.
Entre em nosso site e conheça a pós-graduação em Enfermagem Estética do NEPUGA. www.anacarolina.bmd.br

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Rodrigo Nunes tem mais de 10 anos de experiência nos mercados da Estética e Antiaging. Empresário e distribuidor independente executivo da Jeunesse. Organizador dos Portais "Biomedicinaestetica.com.br", "Enfermagemestetica.com.br", "Farmaciaestetica.com.br" e "Nutricaoestetica.com.br". Administrador de Empresas pela FEA-PUC/SP, Mestre em Gestão de Negócios pela PUC-Santos.