A pós-graduanda em Enfermagem Estética Dra. Indiana de Oliveira e Silva do Nepuga (Núcleo de Estudos Dra. Ana Carolina Puga) realizou um estudo sobre a aplicação de peelings químicos nos tratamentos estéticos. O estudo foi feito como Trabalho de Conclusão de Curso para sua especialização na cidade de Belo Horizonte.

De acordo com a pesquisa, levantamentos mostram que a utilização do peeling químico proporciona a reorganização das fibras elásticas danificadas pela exposição solar, estimula a produção de colágeno, desencadeia a renovação celular dos tecidos e rejuvenesce a pele fotoenvelhecida.

Os principais ácidos utilizados no peeling químico são o glicólico, retinoico, mandélico e tricloroacético (ATA). O uso dessas substâncias se mostra eficaz para a estética facial, eliminando problemas como envelhecimento cutâneo, acne vulgar, melasma, dentre outros.

Como os peelings funcionam

O peeling químico melhora a aparência da pele porque provoca descamação e faz surgir uma pele lisa e menos enrugada. O procedimento proporciona esfoliação das camadas mais externas, estimula e ativa o crescimento celular e dá uma aparência mais saudável da pele, graças às mudanças na arquitetura celular do tecido epitelial.

^B5107195ABEA9FE521DBC3745EF8A7E2F6F167452B7EBD2DE3^pimgpsh_fullsize_distr

Deixe aqui seu Comentário

Comente abaixo! Extravase!! Liberte-se!!! Faz bem pra pele e pra alma!!!!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a enfermagem estética é legítima, um direito e expressão de liberdade do enfermeiro, do enfermeiro esteta, do graduando de enfermagem e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e auto-estima.

Deixe aqui seu Comentário