Desde que houve a suspensão da Resolução 0529/2016 do Cofen, o enfermeiro que desejava trabalhar na estética ficou sem garantias de que uma especialização pudesse lhe dar autonomia para atuar livremente. Até que a liminar do Conselho Federal de Medicina não seja derrubada, existe sim uma possibilidade de atuação, desde que o enfermeiro esteja sob a supervisão de um RT.

O que acontece é que a grande maioria dos enfermeiros não considera suficiente trabalhar sob supervisão. Uma vez que a estética representa a mudança da vida profissional, o ganho de autonomia, de melhora de vida, de condições de trabalho, estar ainda ligado a um Responsável Técnico tem causado as mesmas angustias ao profissional.

No entanto, esse artigo tem o objetivo de contar um pouco o que é o papel do RT, como ele pode ser um aliado para a sua mudança de vida e não o vilão, que irá lhe manter preso.

A grande maioria dos profissionais que ingressam na pós-graduação em enfermagem estética tem a vontade de abrir seu próprio consultório ou clínica de estética.

No entanto, nem sempre esse profissional contará com todo o aporte financeiro necessário para ter um consultório ou clínica. Antes de mais nada é necessário fazer o seu nome, formar sua clientela, para que o momento de atender seus pacientes em local próprio chegue.

Vantagens de trabalhar com estética sob supervisão de um RT

Portanto, vamos listar as vantagens de estar sob a supervisão de um RT, para que o enfermeiro veja todas as possibilidades que ele pode estar deixando de aproveitar, por estar esperando uma certeza da situação por parte dos Conselhos, que sempre estarão brigando entre si.

1 – Experiência garantida: se você começar sua atuação em uma clínica que tenha um RT você estará garantindo sua experiência com todos os procedimentos injetáveis, estará aprimorando suas próprias habilidades e fortalecendo sua confiança para atuar sozinha no futuro.

2 – Formando a clientela: é difícil manter agenda cheia, ser conhecido, ter uma base fiel de pacientes. Por isso, muitas vezes se torna mais fácil trabalhar em uma clínica com um RT, para que você comece a formar sua própria clientela, claro que fazendo isso com ética profissional.

3 – Ampliando seus horizontes: uma vez que você ingresse em uma especialização em estética, vai encontrar diferentes profissionais da saúde em sua turma. Irá aprender junto a biomédicos, farmacêuticos, dentistas e até médicos. Durante esse aprendizado, laços de amizade sempre se firmam e, as possibilidades de que uma dessas ligações resultem em parcerias de negócio são grandes. Portanto, ampliar seus horizontes e enxergar no RT uma oportunidade é um grande ponto de virada na mente do enfermeiro que deseja atuar na estética.

4 – Experiência prévia com gerenciamento financeiro e administração de um negócio: muitas vezes o sonho de abrir o próprio negócio, ainda mais sendo uma clínica de estética, vem sem o conhecimento de como gerenciar tudo isso administrativamente. Por isso, trabalhar em uma clínica e ver as responsabilidades de um RT, entender o dia a dia administrativo é um ponto importante para o seu sucesso futuro.

Será que você está encontrando desculpas para dar início a grande mudança da sua vida profissional? Se se faz alguns desses questionamentos abaixo, certamente você é um enfermeiro que prefere encarar o RT como algo ruim e não uma oportunidade.

Ah, mas eu não quero trabalhar para sempre com um RT

É compreensível, uma vez que você esteja em busca de liberdade profissional. No entanto, retardar a especialização também não é o melhor caminho para conquistar essa liberdade.

Ah, a pós-graduação não vai me habilitar como enfermeiro esteta

Errado! Os cursos de pós-graduação fornecem toda a base prática e teórica para sua formação profissional. Ensinam e preparam aluno para o mercado da estética, mas habilitação é de responsabilidade do seu Conselho de Classe.

Ah, mas com essa liminar do CFM eu não posso atuar.

Errado! Você pode trabalhar para qualquer clínica de estética, desde que a mesma tenha um Responsável Técnico. Você só não pode abrir seu próprio negócio, enquanto a Liminar estiver valendo.

Ah, mas o meu Conselho de Enfermagem é fraco e não vai derrubar a liminar

Independente da força do Conselho Federal de Enfermagem, outros Conselhos da área da saúde já estiveram na mesma situação e reverteram as liminares do Conselho Federal de Medicina.

E agora? Você ainda enxerga da mesma forma a atuação do enfermeiro esteta sob a supervisão do RT?

  • PÓS-GRADUAÇÃO ENFERMAGEM ESTÉTICA

 

 

Deixe aqui seu Comentário

8 COMENTÁRIOS

  1. Essa informação é muito válida e realmente dá um novo ânimo para não desistirmos !! Precisamos que os conselhos de classe, enfermagem, e outras instituições de formação voltadas a estética valide esta informação frente a sociedade e clínicas de estética , pois facilitaria muito nossa inserção no mercado de trabalho. Obrigada🙏🏼

  2. Boa tarde, concordo com grande parte da explicação apresentada, porém fico consternada ao ver outros conselhos habilitarem seus profissionais a atuarem com autonomia em tão pouco tempo. Não consigo entender tão pouca atuação do nosso conselho. E isso, além de prejudicar profissionais capacitados, que querem se tornar autônomos, empreendedores, também incentiva a atuação ilegal. Demonstra que o conselho fecha os olhos para uma melhora e colocação do Enfermeiro em outras áreas do cuidado, e a Estética é uma delas. Um pensamento retrógado e prejudicial.
    Não consigo entender a livre atuação do Biomédico, se intitulando, inclusive Dr na área da estética. E o Enferfeiro capacitado na Estética ? , ainda temos que atuar sob supervisão de RT ?
    Não vejo sequer movimentação para mudança nesse cenário.
    Me sinto tolhida em minha autonomia. Sou Enfermeira, Especialista em Educação Tecnológica e Geriatria. Mestre em Bioética. Esteticista e Docente na área a 20 anos.

    • Concordo plenamente. Tbm não consigo entender pq outros conselhos conseguiram derrubar a liminar do CFM e o nosso conselho fica nessa luta sem fim. Lamentável!!

  3. Essa informação não procede! O COFEN não reconhece outra categoria profissional como RT da Enfermagem. O Responsável técnico da Enfermagem deve ser um enfermeiro. Enquanto a liminar que mantém a Resolução COFEN suspensa não for derrubada não podemos atuar e corremos o risco de ser denunciados. Por favor, esse tipo de informação equivocada só atrapalha. Gostaria de saber se o responsável por esse blog é um enfermeiro.

    • Não é como a vigilância sanitária acata Juliana! O que há nada de errado um enfermeiro trabalhar numa clínica médica com um médico RT. Não há nada de errado trabalhar como enfermeiro numa clínica sem assumir a RT do estabelecimento. Como é que então vários enfermeiros trabalham clínicas de cirurgia plástica e afins? É possível até mesmo abrir clínica de estética e trabalhar sem qualquer RT (desde que não realize procedimentos minimamente invasivos). Que dizer então que se uma enfermeira trabalhar homecare com idoso é preciso recolher RT de enfermagem? Muito nos estranha o seu posicionamento. Talvez você tenha entendido mal o artigo. Não é um profissional de outra classe que assume serviço de enfermagem… afinal, trabalhar com estética não é um serviço exclusivo do enfermeiro, e sim, uma atribuição multiprofissional.

  4. Ta então me tire uma duvida estou me formando em enfermagem e gostaria de fazer a pós de enfermagem em estética, entretanto se eu abrir uma clinica em estética terei que ter um RT (biomedico, farmacêutico ou etc) para poder atuar?

Comente abaixo! Extravase!! Liberte-se!!! Faz bem pra pele e pra alma!!!!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a enfermagem estética é legítima, um direito do enfermeiro, do enfermeiro esteta, do graduando em enfermagem e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.

Deixe aqui seu Comentário