Cresce o número de substâncias proibidas em produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes divulgada pela Anvisa

O número de substâncias que não poderão ser utilizadas em produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes subiu de 423 para 1.376, segundo nova lista divulgada pela Anvisa. A norma prevê também que qualquer substância com propriedade cancerígena, mutagênica ou tóxica para a reprodução será proibida em cosméticos. De acordo com informações do site da […]

O número de substâncias que não poderão ser utilizadas em produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes subiu de 423 para 1.376, segundo nova lista divulgada pela Anvisa.

A norma prevê também que qualquer substância com propriedade cancerígena, mutagênica ou tóxica para a reprodução será proibida em cosméticos.

De acordo com informações do site da Anvisa, a iniciativa é uma atualização da resolução anterior da Anvisa que tratava do tema, a RDC 48/2006. A nova lista é resultado também da incorporação nacional do Regulamento Técnico Mercosul sobre Lista de Substâncias que não podem ser utilizadas em Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes, já que este tipo de regulação é definida de forma conjunta entre os países do Mercosul.

A atualização desta lista está na resolução RDC 83/2016, publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (20/6). Você pode encontrar a lista de substâncias atualizadas clicando aqui.

^B5107195ABEA9FE521DBC3745EF8A7E2F6F167452B7EBD2DE3^pimgpsh_fullsize_distr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2013-2021. Portal da Enfermagem Estética.