Minutos após ter sido publicada, a resolução do Cofen que habilita o enfermeiro na estética, causou polêmica entre enfermeiros na nossa página no Facebook.

Os comentários foram de profissionais que se sentiram frustrados com a resolução, pois a mesma pareceu ‘vaga’, segundo a fala dos próprios enfermeiros.

A enfermeira Rayana Nascimento escreveu: “Parece que essa resolução do COFEN foi feita por profissionais de outra área. Muito vaga. Muito fraca”.

Pati Furlanetto: Pois é, resolução que não nos diz nada. Afinal o que podemos fazer? Podemos ser RT em clínica de Estética?

Lukhas Nazário: Um avanço, mas ficou de fora uma vasta listas de procedimentos que podemos realizar e o #COFEN não publicou na resolução.

Com base na leitura atenta da resolução, o Blog Enfermagem Estética percebeu que a mesma não anula o parecer 197, que já preconizava procedimentos com os quais o enfermeiro poderia atuar e nem diz que ele não pode realizar procedimentos injetáveis.

Esperamos que assim como aconteceu com outras profissões, que a enfermagem estética também ganhe seus adendos, onde os procedimentos com toxina botulínica e preenchedores sejam contemplados de forma clara.

A Sociedade Brasileira de Enfermagem Estética publicou uma nota em sua página oficial que diz o seguinte sobre as críticas à resolução:

“Antes a Enfermagem Estética não era uma especialidade independente e atuante no mercado, apesar de ser reconhecida pelo COFEN como anexo da Enfermagem Dermatológica. Na prática havia uma generalização e todos os Enfermeiros atuantes na Estética eram considerados Esteticistas. Agora podemos divulgar nossos serviços como Enfermeiros Estetas. Foi só o primeiro passo. É claro que nós queríamos que outros procedimentos fossem liberados e com total autonomia. Mas pediremos revisão da resolução com o devido embasamento, pois nem consultório autônomo de enfermagem tem resolução ainda.
Vamos partir para a segunda etapa, que são os procedimentos que ainda não foram liberados. Agimos com parcimônia e demos um salto enorme, que foi a criação da especialidade e liberação de vários procedimentos com respaldo legal. De um modo geral estamos muito satisfeitos. Fomos parcimoniosos e nos sentimos bem sucedidos. Pedimos que as dúvidas sobre a Resolução 0529/2016 sejam enviadas ao respectivo COREN em que o profissional está inscrito para evitar interpretações errôneas”.

^B5107195ABEA9FE521DBC3745EF8A7E2F6F167452B7EBD2DE3^pimgpsh_fullsize_distr

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a enfermagem estética é legítima, um direito e expressão de liberdade do enfermeiro, do enfermeiro esteta, do graduando de enfermagem e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e auto-estima.