O mercado de trabalho na área de estética não para de crescer. Os constantes avanços tecnológicos na área de beleza ampliam os tipos de tratamento e, consequentemente, impulsionam o aquecimento deste mercado. O aumento da expectativa de vida é outro fator que contribui para uma maior procura por profissionais da área e por tratamentos estéticos para retardar os efeitos do envelhecimento. Mas quais os profissionais que podem atuar na área estética?

Como a saúde possui um conceito amplo, a estética acabou ganhando notoriedade e com isso surgiram diversas possibilidades de especializações e cursos livres para capacitar os profissionais da saúde no exercício da estética. 

Estas possibilidades trouxeram um novo olhar para esses profissionais já que, a estética é compreendida como um conhecimento multiprofissional e não como específico de apenas uma profissão. 

Biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, dentistas e fisioterapêutas são todos profissionais da saúde que podem atuar na área estética.

O conhecimento fisiológico faz como que esses profissionais estejam totalmente preparados para atuar com procedimentos estéticos.

Porém deve-se consultar os conselhos de classe específicos de cada profissão para saber quais procedimentos podem e não podem ser realizados por cada profissional.

Legislação

Alguns órgãos como o Conselho Federal de Medicina, a Sociedade Brasileira de Dermatologia e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica se manifestam contrariamente à atuação dos profissionais não médicos em procedimentos estéticos. 

De outro lado, há normas e sentenças que permitem a atuação desses profissionais nessas intervenções estéticas, defendidos por seus conselhos de classe, que continuamente lutam e buscam por uma maior autonomia desses profissionais na área estética.

O fato é que os órgãos de profissionais da medicina defendem que os outros profissionais da saúde não estão aptos a realizarem procedimentos invasivos, e isso está correto.

Mas o que eles não consideram é que alguns desses profissionais, mediante especialização e aprimoramento podem realizar procedimentos injetáveis, portanto, podem injetar toxina botulínica e ácido hialurônico, por exemplo. 

A grande confusão se dá devido à expressão “minimamente invasivos” e “invasivos”, que confunde a opinião pública.

Embora ainda exista uma grande polêmica envolvendo a atuação dos profissionais de saúde nos procedimentos estéticos, nos últimos anos, as decisões judiciais vêm sendo favoráveis à atuação deles na área, desde que não sejam procedimentos invasivos.

Por isso é extremamente importante que antes de atuar os profissionais da saúde consultem os respectivos conselhos para saberem quais os procedimentos estão liberados ou não para sua área de atuação.

Deixe aqui seu Comentário

Comente abaixo! Extravase!! Liberte-se!!! Faz bem pra pele e pra alma!!!!

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a enfermagem estética é legítima, um direito do enfermeiro, do enfermeiro esteta, do graduando em enfermagem e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.

Deixe aqui seu Comentário