Toxina botulínica: seis cuidados na hora de fazer o procedimento estético

Estar preparado para a aplicação da toxina botulínica pode ajudar nos resultados do procedimento. Com a chegada do outono e as mudanças climáticas, muitas pessoas começam a se preparar para aproveitar o inverno para fazer procedimentos estéticos. Apesar da toxina botulínica não exigir muitos cuidados com o sol, esse é um dos tratamentos mais procurados […]
toxina botulínica

Estar preparado para a aplicação da toxina botulínica pode ajudar nos resultados do procedimento.

Com a chegada do outono e as mudanças climáticas, muitas pessoas começam a se preparar para aproveitar o inverno para fazer procedimentos estéticos. Apesar da toxina botulínica não exigir muitos cuidados com o sol, esse é um dos tratamentos mais procurados nesta época do ano. O nosso queridinho botox é um velho conhecido na hora de corrigir rugas e marcas de expressões. Além de super procurado por aqui, é um dos procedimentos estéticos não cirúrgicos mais realizados em todo o mundo.

E não para por aí. Hoje em dia, a substância possui inúmeras outras indicações, seja no tratamento da acne, hiperidrosee até mesmo depressão.

Porém, antes e depois da aplicação do botox são necessários alguns cuidados para evitar complicações. Para te ajudar a entender melhor quais cuidados são esses, listamos os principais cuidados que você deve ter.

Desconfie dos preços baixos

Com o aumento na procura pelo procedimento, começam a surgir versões mais baratas deste procedimento. Apesar de parecerem um bom negócio à primeira vista, procedimentos baratos podem trazer sérias complicações, como irritações, reações inflamatórias, alergia e infecções.

É essencial ter certeza do produto que será aplicado e de que tenha sido diluído corretamente.

Grande parte destes profissionais que realizam procedimentos de baixo custo diluem excessivamente as substâncias que vão ser usadas. É importantíssimo que o profissional respeite a concentração de unidades por área injetada. Diluindo muito, pode até ficar mais barato, mas a quantidade de unidades por ponto será menor, com menor efeito e durabilidade. Por isso, desconfie de lugares que dizem aplicar toxina botulínica por um preço muito menor que o convencional.

Procure por profissionais qualificados

É fundamental se certificar de que o procedimento será realizado por um profissional especializado. Além de usarem produtos de qualidade duvidosa, muitas pessoas que dizem realizar estes procedimentos por um preço menor não são nem mesmo qualificadas.

O enfermeiro esteta habilitado e qualificado é um desses profissionais que pode realizar aplicações, sempre com o acompanhamento de um Representante Técnico (RT).

Sempre confirme se o mesmo possui especialização na área, como um Pós-graduação em Enfermagem Estética, por exemplo. Que dará todo o suporte para a realização do procedimento.

Pesquisar é essencial

Em caso de dúvida, utilize a internet e as redes sociais para verificar se o especialista que você escolheu é realmente qualificado e experiente. Procure também por pacientes que já passaram por esse especialista para ver qual foi a experiência deles.

Questione sempre que tiver duvidas

Você pode, e deve, fazer inúmeras perguntas ao seu enfermeiro esteta antes de se comprometer com o procedimento. Pergunte sobre a técnica, o produto, as possíveis complicações, o pré e o pós-procedimento, os resultados. Converse com o especialista. Se for o caso, processe todas as informações antes de encarar o tratamento. Apenas assim você se sentirá realmente segura para realizar o procedimento.

Mantenha-se aberto a possibilidades

Apesar da toxina botulínica ser um dos procedimentos estéticos mais desejados, existem inúmeros outros que podem ser ainda melhores para o seu caso. Afinal, a toxina botulínica não é capaz de resolver todos os problemas.

Por isso, antes de se decidir pelo botox, discuta com seu enfermeiro esteta quais são as opções de tratamento para a alteração que você quer tratar.

Lasers, preenchedores, fios e microagulhamento são apenas algumas das opções de tratamentos existem hoje.

Cuidado com a automedicação

Pode parecer tentador, mas evite tomar medicamentos analgésicos antes do procedimento, pois estes podem aumentar o risco de hematomas. A dor causada pelas picadas das agulhas durante o procedimento é pouca, sendo possível suportá-la tranquilamente. Mas os pacientes mais sensíveis podem conversar com o enfermeiro esteta que irá realizar o procedimento para que seja aplicado um creme anestésico sobre a pele antes das injeções. Então, gostaram das nossas dicas? É muito importante ficar ligado e se atualizar antes de qualquer procedimento!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2013-2021. Portal da Enfermagem Estética.