Comerciante é internada em estado grave após recorrer ao procedimento estético para levantar o bumbum

É galera, mais um caso de complicação decorrente de procedimento estético vem à tona. Desta vez, a comerciante Angela Pedrosa, de 25 anos, está internada em estado grave no hospital do Rio de Janeiro-RJ após realizar um aumento de bumbum com uma massoterapeuta.

Nós, do blog, sempre orientamos e alertamos a busca por procedimentos estéticos pelas mãos de profissionais qualificados, preparados e habilitados, não é mesmo? Mas, aparentemente, alertar não faz com que as pessoas tomem cuidado, e esse é o grande perigo!

angela-procedimento-estetico

Hoje, faz exatamente 15 dias que a jovem está internada, após se submeter ao preenchimento do bumbum, possivelmente com PMMA.

O que mais nos chama atenção é o local onde foi realizado o procedimento, na própria casa da vítima. E pasmem, não era a primeira vez! Angela, já tinha realizado o mesmo procedimento estético anteriormente.

Família da vítima sempre foi contra o aumento do bumbum

Quando as pessoas querem algo, chegam a ficar “cegas” de tanto querer aquilo para sua vida, não é mesmo? A jovem, teria dito para a mãe, Ana Cláudia, que daria uma drenagem, mas foi meia hora após a conversa com a mãe que ela retornou a ligação.

“Ela me ligou e disse: Mãe, vem aqui que você vai ver um negócio. Quando entrei, a mulher já estava com aquele monte de agulhas enfiadas nos glúteos. E, cerca de 1 hora depois, minha filha disse que estava sentindo muita dor”. Lembra Ana Cláudia.

A mãe da jovem ainda ficou mais desesperada quando viu a massoterapeuta, aplicando vários analgésicos em Angela.

“Tinha momentos que ela falava que estava ficando surda, e eu cada vez ficando mais apavorada com a situação.”

Vítima procura hospital horas após o procedimento estético

Segundo o relatório médico, a comerciante procurou o hospital algumas horas após realizar o procedimento estético nas mãos de uma profissional altamente despreparada. A vítima entrou na emergência com infecção grave nos glúteos, que virou necrose.

angela-erro-estetico

Ela ainda foi transferida para de hospital, porém após o quadro piorar, retornou ao hospital Rocha Faria, no Rio de Janeiro-RJ, já com infecção generalizada.

Familiares da comerciante acusam massoterapeuta Simone Costa, que fez a aplicação, de ter desaparecido e deram queixa na polícia.

Casos de erros estéticos no RJ aumentam cada vez mais

Acredito que vocês, leitores do blog, devem se recordar que entre abril e outubro deste ano, pelo menos 5 mulheres que se submeteram a procedimentos estéticos no Estado do RIO, morreram em consequência da irresponsabilidade dos profissionais totalmente despreparados, não qualificados e que faziam o uso ilegal da medicina.

Agora, porque só no Rio de Janeiro-RJ esse número de casos está crescendo? As pessoas, estão vidradas querendo mudar o corpo para entrarem no padrão de beleza imposto pela sociedade. Isso é o certo?

Recorrerem aos procedimentos estéticos não autorizados, e ainda mais por profissionais despreparados que estão ali agindo de má-fé, esperando a próxima vítima. Pagam um valor, razoavelmente mais em conta e se submetem ao risco que isso pode trazer. O barato, diversas vezes sai caro, não é mesmo?

Casos de erros estéticos ganham repercussão nas mídias

O último caso ocorreu no dia 4 do mês de Outubro/2018. A microempresária Fernanda de Assis, de 29 anos, se submeteu a preenchimentos na boca e nos glúteos, também realizado em sua própria casa. Nove dias depois, acabou morrendo em consequência de uma parada cardiorrespiratória.

fernada-assis

Danielle Cândido Cardoso, conhecida como Dani Bumbum ou Dani Sereia, está presa. Ela injetava silicone industrial nas pessoas que a procuravam como se fosse metacril. Por cada litro cobrava R$ 3,5 mil, conforme contou à polícia uma dona de casa que, em 2016, injetou um litro e meio do produto nos glúteos.

Um dos casos que mais gerou repercussão foi o da morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, em 15 de julho. Ela havia passado por uma bioplastia na cobertura do apartamento do médico Denis Furtado, o Doutor Bumbum, na Barra da Tijuca.

lilian-dr.bu,bum

Após o procedimento, que custou R$ 20 mil, Lilian começou a passar mal e foi levada pelo médico, junto com a mãe e a namorada dele, para o Hospital, onde acabou morrendo. Denis foi preso, acusado de homicídio qualificado e associação criminosa.

No dia 20 de julho, a modelo Mayara Silva dos Santos, de 24 anos, morreu após ser submetida a um suposto procedimento estético num apartamento também no Rio de Janeiro.

Ela chegou a ser levada para o Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas chegou morta à unidade. Mayara morava na Dinamarca e, segundo amigos, ela veio ao Brasil pra fazer vários procedimentos estéticos.

erro-médico-pmma

A professora Adriana Ferreira Capitão Pinto, de 41 anos, também morreu uma semana depois de se submeter a uma lipoescultura, que custou R$ 5,2 mil, feita pela médica Geysa Leal Correa em sua clínica no Rio de Janeiro-RI, no dia 16 de julho.

Ela passou mal em casa, na Barra da Tijuca. O Corpo de Bombeiros chegou a ser chamado e tentou reanimá-la, mas não adiantou.

fatima-santos-erro-estetico

No dia 18 de abril, Fátima Santos de Oliveira, de 44 anos, morreu no Hospital Federal do Andaraí, na Zona Norte do Rio. Ela havia se submetido, no dia 16 de março, a uma aplicação de PMMA nas nádegas. Mariana Batista de Miranda, de 34 anos, foi presa acusada da morte.

FONTES: G1; Extra Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.